PET identifica 'ponto de inflexão' para pacientes com Alzheimer

Pesquisadores da Universidade de Washington em St. Louis, MO, analisaram o acúmulo de amiloide em 236 indivíduos que se submeteram a mais de um PET com amilóide, em média com 4,5 anos de intervalo.

21 Set, 2021

A idade de início dos sintomas em pessoas com doença de Alzheimer esporádica está fortemente correlacionada com a idade em que os indivíduos atingem um ponto crítico no acúmulo de amiloide, de acordo com um novo estudo. Pesquisadores da Universidade de Washington em St. Louis, MO, analisaram o acúmulo de amiloide em 236 indivíduos que se submeteram a mais de um PET com amilóide, em média com 4,5 anos de intervalo. A equipe mediu a taxa de valor de captação padronizada (SUVR) em exames de PET-amiloide para estimar a quantidade de amiloide no cérebro de cada participante em cada momento, de acordo com um estudo publicado em 9 de setembro na Neurology

A maioria dos participantes era cognitivamente normal no início do estudo, então avaliações repetidas permitiram aos pesquisadores identificar quando as habilidades cognitivas de cada participante começaram a falhar. Os pesquisadores identificaram o que eles descreveram como um ponto de inflexão no acúmulo de amilóide em um baixo nível de carga amilóide, medido em um SUVR de 1,2, após o qual quase todos os indivíduos acumularam amilóide em uma taxa relativamente consistente até atingir um alto nível de carga amilóide, em um SUVR de 3.

Os diagnósticos clínicos longitudinais para 180 indivíduos no estudo foram alinhados pela idade estimada em SUVR 1,2. Nos 22 participantes que progrediram de cognitivamente normal para uma demência típica da doença de Alzheimer, a idade estimada em que um indivíduo atingiu SUVR 1,2 previu suas idades no início dos sintomas. "As pessoas querem saber quando têm probabilidade de desenvolver os sintomas, não apenas se estão sob maior risco", disse a autora sênior, Dra. Suzanne Schindler, PhD, professora assistente de neurologia, em um comunicado à imprensa da universidade.

O significado clínico do estudo pode ser aplicado quando os médicos estão discutindo resultados positivos do teste da doença de Alzheimer com pacientes cognitivamente normais, concluiu Schindler.

Fonte: https://www.auntminnie.com/index.aspx?sec=sup&sub=mol&pag=dis&ItemID=133526

 

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS