Summit Saúde Brasil - Para debater tendências tecnológicas

Com Painéis focados em temas muito atuais, como “Big Data”, Judicialização da Saúde, Tecnologias disruptivas, Medicina personalizada e Medicamentos do amanhã, o evento colocará em discussão os principais obstáculos dos programas de saúde na atualidade, frente aos avanços tecnológicos incorporados à rotina médica.

03 Jul, 2017

Para  debater tendências tecnológicas, comportamentais e de gestão na Medicina, palestrantes brasileiros e estrangeiros participarão do “Summit  Saúde Brasil’, que será promovido pelo Grupo Estado e  pela ABIMED, com a presença do médico Jack Kreindler (foto), expert em performance humana com o foco na medicina do futuro.

Além de Jack Kreindler, fundador do Centro de Saúde e Performance Humana, instituição de ponta da Inglaterra, nos estudos de inteligência artificial, o “Summit Saúde Brasil” vai mostrar  a experiência de outros convidados internacionais, como Francesco Fazio, da Deloitte, sobre Inovação em Saúde, e Summerpal Katlon, da Oracle Health Sciences, que mostrará um aspecto muito atual da medicina moderna e os tratamentos sob medida. 

Essa mobilização que se processa no ambiente médico, onde custos, eficiência e qualidade trazem grandes desafios para os gestores médicos, e, no momento brasileiro, agravados  com toda a crise política institucional, será uma grande oportunidade para conhecer de perto, o que as principais instituições brasileiras, pesquisadores e educadores estão pensando.

Desde experiências inovadoras na gestão da saúde, onde o secretário David Uip, da Saúde, vai falar sobre o que está sendo feito na área governamental; como as mudanças introduzidas na Beneficência Portuguesa, estão repercutindo nas suas relações com o mercado, pela executiva Denise Santos, CEO da BP, até a  chegada da “Big Data” e sua relação com a prática, os organizadores  apontam caminhos  e apresentam sugestões.

“Como será o futuro da pesquisa epidemiológica? “ Um questionamento que alimenta o dia a dia de instituições no Brasil e no Exterior e, para isso, será possível conhecer o que pensa o Hospital Albert Einstein, cujo setor de Big Data é chefiado pelo radiologista Edson amaro Jr., do Departamento de Radiologia da FMUSP. Existem certezas e, uma delas, no futuro – não tão distante – “as informações de pacientes estarão armazenadas nos sistemas dos Centros de Saúde. Não será mais preciso fazer pesquisa por amostragem, existirá um universo real de toda a população.

Presenças de destaque da área da imagem, embora convivam com a gestão, com tecnologia e custos de um modo geral, trarão experiências bem sucedidas e que servem de modelo para os que forem ao WTC – World Trade Center do Hotel Sheraton, para aplicarem nas suas rotinas: Riad Younes, diretor  do Centro de Oncologia do Hospital Oswaldo Cruz, Mayana Zatz, do Centro de Genoma Humano, da  USP, Roberto Kalil Filho, do InCor, Wilson Pollara, da Saúde Municipal,  José Eduardo Krieger, da Medicina Molecular, do InCor, Jeane Tsui Tsui, da diretoria executiva médica do Grupo Fleury.

A área empresarial, com forte apelo na área da imagem, terá a participação de nomes de grande expressão,  como Daurio Speranzini Jr., CEO da GE Healthcare, Roberto Ribeiro da Cruz, CEO da PIxeon, Eduardo Cipriani, líder da IBM-Watson Health do Brasil, onde os focos intensificam as esperanças na inteligência artiticial.

Como enfatiza Carlos Goulart,  superintendente da ABIMED, uma das organizadoras  do evento, será uma programação intensa, das 8 às 18 horas, mostrando o que se está fazendo  e estudando na área da saúde para avançar nos processos de qualidade, gestão e inovação. 

Veja mais no site: www.summitsaudebrasil.com.br

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS