Parceria FIDI-Unifesp moderniza Departamento de Imagem

Local reagrupa profissionais e propicia melhor atendimento aos pacientes

15 Abr, 2016

“Um sonho de oferecer um ambiente de trabalho digno e um lugar para reagrupar os profissionais e propiciar melhor atendimento aos pacientes.” Assim, o prof. Nitamar Abdala, definiu a entrega das obras de reforma do Departamento de Diagnóstico por Imagem da Unifesp, no dia 12 de abril.

 

O edifício de três pavimentos, na rua Napoleão de Barros, foi modernizado para o melhor atendimento aos pacientes, para o ensino acadêmico e para atividades curriculares. O ato marcou também a inauguração oficial do novo parque tecnológico, com instalação de uma RM de 3.T, em parceria com a Fundação IDI.

 

A cerimônia de inauguração reuniu vários professores e profissionais da área da Radiologia, num clima de muita descontração: a dra. Soraia Smaili, reitora da Unifesp; os drs. José Roberto Ferraro, diretor do Hospital São Paulo; Nitamar Abdala, chefe do Departamento de Diagnóstico por Imagem; os profs. Jacob Szejnfeld, Sergio Ajzen, Henrique Carrete, Henrique Lederman, Roberto Nogueira, Arthur R. Fernandes e Giovanni Guido Cerri, diretor do InRad HC FMUSP.

 

As adequações melhoraram as áreas de atendimento aos pacientes, aprimoraram os ambientes para realização de exames de ressonância magnética, tomografia computadorizada, além de modernizar a Central de Laudos, o Laboratório de Ensino Digital (LED), dois anfiteatros e o espaço da Biblioteca. O Departamento de Imagem da Unifesp está equipado com o que há de mais atual para receber alunos, médicos, professores e pesquisadores.

 

O professor Giovanni Cerri, convidado do evento, destacou o trabalho conjunto das duas universidades – USP e Unifesp –, sempre com o compromisso de formar bons profissionais e prestar serviços de excelência. “Criar uma nova estrutura é um sinal que se tem sempre uma via de saída para fazer as coisas melhores, com o esforço de todos”, disse o diretor do InRad.

 

O empreendimento teve apoio da Fundação Instituto de Pesquisa e Estudos de Diagnóstico por Imagem (FIDI), que financiou mais de 70% da obra, e do Hospital São Paulo, com a liberação de recursos de Apoio Acadêmico.

 

Crédito foto: Cleber de Paula

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS